domingo, 24 de janeiro de 2010

Viver a Vida.¹


¹ Não, não é nada sobre a novela, ainda. É sobre a VIDA mesmo. Vida real, nada a ver com o paraíso de Manoel Carlos -q
Pra quem já leu outros textos aqui no blog, eu já mencionei que às vezes eu saio pra escrever. Vou ao parque e fico lá sentada, ouvindo música até os pensamentos aparecerem. E eles sempre aparecem.

Pra mim, é inevitável não ficar pensando na minha vida, e nas coisas que acontecem à minha volta quando eu estou sozinha num lugar cheio de gente. Recomendo esse exercício mental pra todo mundo. Principalmente para aquelas pessoas que falam "eu não sei escrever, não tenho inspiração". Não tem inspiração melhor que a própria vida. Abs

Aí o resultado de uma tarde ensolarada no parque essa semana:


As coisas mudam e os sentimentos também.
Nós sentimos quando as coisas se transformam, quando o tempo e a distância afastam os corações.
Mas por mais que seja doloroso, é algo que faz parte da vida e não pode ser evitado.
Os caminhos se bifurcam, e cada metade segue para um lado diferente, e nunca se sabe se esses caminhos voltam a se cruzar, o que resta é olhar para trás e lembrar de tudo que por algum tempo acreditou-se que duraria para sempre.
Não durou. Nunca dura.
A vida é cheia de ciclos. Ciclos que vivem na eterna coreografia de se encerrarem para outros começarem, e esse é o verdadeiro ciclo da vida. E não há como escapar dele. Negá-lo, é negar a vida. É fugir da realidade, fechar os olhos para o mundo. Esconder-se do inevitável.

Eu não sei bem se acredito nessa coisa de "tudo na vida tem um propósito" no sentido que é empregado pela maioria, que fala de destino, "está tudo escrito" e blablablá.
Eu acredito que tudo o que passamos na vida vem para ensinar e mudar a nossa maneira de ver as coisas. Nada é em vão, e disso sim, eu tenho certeza.
Nenhum momento, nenhuma pessoa que aparece na nossa vida passa em branco. É claro que "uns passarão, outros passarinho", mas de qualquer maneira, todos trazem consigo algo que devemos levar por toda a nossa vida... uma lição, uma missão. Como eu disse, há quem chame isso de destino, eu, chamo de vida.

Isso é viver. É estar em constante movimento - de ideias, pensamentos, sentimentos - É aprender com cada coisa que nos acontece, é reconhecer a importância de simples momentos da vida.
Então vamos viver tudo que há para viver, vamos nos permitir. Vamos mudar, conhecer novas pessoas, aprender novas lições, crescer, nos desprender dessa vida pequena que nos aprisiona e nos fecha para o mundo e vamos abrir os olhos para algo maior.
Eis aqui a minha proposta pra mim, e todos voces: Não queiraa só saber andar sempre pelos caminhos certos. Queira voar.

PS: Para muitos pode não fazer o menos sentido. Realmente, faltou um pouco de coerência e coesão, mas comigo é assim: eu escrevo à medida que os pensamentos vão aparecendo, e tudo o que eu faço é registrá-los. Então eu peço que façam uma forcinha para entender :)

Comentem aí o que vocês entenderam e o que acharam :)

@TuaniCarvalho

2 comentários:

Will [SPFC] disse...

Não só concordo como preciso aprender a superar ciclos, sobretudo com as pessoas. Mas... alguns ciclos são interrompidos sem terem terminado, ao meu ver. Portanto... muitas vezes algum engano pode ocorrer. E esse engano vem para o bem.

Hélder disse...

Não acho qye tenha ficado sem coesão. Seu texto carrega uma boa reflexão para a vida e, pra quem tah disposto a pensar, ele faz todo sentido. XD

Postar um comentário